RARA Gente - Saúde e Bem estar

Quer melhorar a imunidade? Veja o que fazer para fortalecer o seu sistema imunológico

Anote algumas dicas que a nutricionista Juliana Prado deu pra Gente


Bruna Taiski em 25 de março de 2020 - 07h30

Formado por uma série das células de defesa e reações químicas, o sistema imune têm como objetivo lutar contra os agressores e proteger nosso corpo de infecções. Se você está pensando em coronavírus, é bom lembrar que o Ministério da Saúde diz que não há nenhum medicamento, substância, vitamina, alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo vírus. 


Entretanto, também é importante manter a imunidade alta, para que o organismo consiga se defender do "ataque". Para isso, é bom manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios regularmente, dormir bem, não fumar e hidratar-se.


Coloque no cardápio 

A seguir, veja quais alimentos não podem ficar de fora do cardápio para turbinar a imunidade.


Frutas cítricas


 Laranja, limão e acerola, por exemplo, possuem alto teor de vitamina C, um potente antioxidante que ajuda a diminuir o dano celular, sendo benéfico para o sistema imunológico. No entanto, para obter esses benefícios, é necessário consumir a vitamina sempre —e não apenas quando já se está doente. Como a vitamina C "se perde" quando exposta a luz e o calor, é importante que a fruta seja consumida imediatamente após aberta, para não reduzir muito seu valor nutricional.

Iogurte 


A versão natural, feita apenas de leite e fermento lácteo, é fonte de micro-organismos que contribuem para o equilíbrio da microbiota intestinal. Isso auxilia o sistema imunológico na luta contra infecções e bactérias ruins. Outros alimentos fermentados, como chucrute e conservas artesanais também ajudam a balancear a flora intestinal. Além disso, são fontes de cálcio e vitamina D, que ativam as células que combatem às infecções intracelulares.

Vegetais verde-escuros ou folhosos


 De forma geral, são muito ricos em diversos minerais e vitaminas, como potássio, ácido fólico, magnésio, vitamina K, dentre outros. Couve, chicória e espinafre, por exemplo, também são fontes de fibras, que ajudam no funcionamento do intestino e na manutenção da microbiota intestinal, pois servem como "alimento" para as "bactérias boas" que colonizaram nosso intestino. 

Mel


 Misturar o produto com o gengibre ou limão é importante para a prevenção de infecções de vias aéreas superiores, principalmente. Além de ser fonte de vitaminas, minerais e flavonoides (antioxidantes), o mel é bactericida e ajuda no combate a infecções. O alimento é alternativa para a vitamina de frutas, o leite, o cereal. Só consuma com moderação, pois ele é rico em carboidratos simples e, em excesso, pode engordar.

Água


 A boa hidratação do corpo é fundamental para manter a imunidade em alta. O organismo humano é composto em sua maior parte por água. Ela é essencial para que todas as reações bioquímicas ocorram perfeitamente nas células em especial quando ficamos doentes. Ingerir uma quantidade média de água, que varia de 1,5 litro a 2 litros por dia para pessoas normais, ou até mais, caso não se tenha restrições, é sempre bom para a saúde.

LEIA TAMBÉM
ÚLTIMAS
MAIS LIDAS
ÚLTIMA EDIÇÃO
BANCA DIGITAL

RARA 91  -  Dezembro de 2019
RARA 90  -  Outubro de 2019
RARA 89  -  Agosto de 2019

Todos os direitos reservados. Grupo AGITTA de Comunicações.