Lifestyle

Devo adiar ou cancelar minha viagem por conta da epidemia? Descubra o que fazer e como!

A pandemia do novo coronavírus trouxe imensas dúvidas a quem tem viagens marcadas.

Bruna Taiski
25/03/20 às 17h00

A pandemia do novo coronavírus trouxe imensas dúvidas a quem tem viagens marcadas. Então o que fazer com uma viagem planejada para as próximas semanas ou nos próximos meses? A Gente explica!

O mais recomendado a fazer é remarcar ou cancelar a viagem, se possível. Não apenas pela ameaça de contrair e transmitir o vírus, mas também de ter os voos cancelados, encontrar atrações fechadas, ou enfrentar restrições durante a sua jornada. No caso das viagens internacionais, o cuidado deve ser maior ainda. Há dezenas de países fechando suas fronteiras para turistas e companhias aéreas cortando até 100% dos voos nesse período.

“Todas as viagens de março, abril e até meados de maio, foram suspensas, canceladas ou alteradas. Nós recomendamos, que se possível, tentem fazer as alterações pelo site ou pelo aplicativo. Se você comprou com algum agente de viagens ou com uma agência física, procure essas pessoas, elas vão ajudar a fazer a remarcação”, diz a diretora da CI Intercâmbio e Viagem, Carolina Guerra.

Como adiar ou cancelar minha passagem aérea ou pacote por conta do coronavírus?

1. Entre em contato com a empresa onde comprou a viagem

Você precisa entrar em contato com quem vendeu a passagem aérea ou o pacote, seja uma agência de sua cidade, agência de viagens online ou direto com a companhia aérea.

2. Tente fazer o cancelamento ou alteração online

Algumas empresas estão oferecendo alteração ou cancelamento pelo site, aplicativo ou mesmo telefone sem precisar de suporte humano. Nossa recomendação é tentar primeiro resolver dessa forma, que é mais rápida.

3. Peça a alteração ou cancelamento via chat ou telefone

Se não conseguir online, o jeito é buscar atendimento pelo chat ou telefone, antes da data da viagem. A questão é que todas as empresas estão com as centrais congestionadas agora, dado o volume enorme e repentino de voos cancelados ou alterados.

4. Se puder, aguarde um pouco

A prioridade está sendo para quem tem viagem nos próximos dias. Se não é o seu caso, espere até a semana que vem, ou umas duas semanas, pois você vai gastar bem menos tempo esperando para ser atendido.

REEMBOLSO

Se sua reserva foi cancelada pela empresa, você tem direito a reaver seu dinheiro ou remarcar a viagem sem custo, na data que desejar. Agora se você quiser cancelar por sua vontade, ou por conta de medidas restritivas adotadas pelos governos, as empresas podem cobrar taxas para devolver o dinheiro, oferecendo o crédito para usar em outras viagens, sem custo, ou a remarcação com o pagamento de eventuais diferenças de tarifas (quando o voo escolhido é mais caro que o anterior, por exemplo).

Algumas empresas têm sido mais flexíveis, outras mais duras nas alternativas oferecidas aos clientes prejudicados. Quem não estiver satisfeito com o que foi oferecido pode tentar registrar uma reclamação no portal www.consumidor.gov.br, monitorado pela Anac.

Veja mais sobre alteração, cancelamento e reembolso, exemplificado pela diretora da CI Intercâmbio e Viagem, Carolina Guerra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
ÚLTIMAS EM LIFESTYLE
RARA Gente - A mais tradicional revista de Três Lagoas
Editor responsável:
Ivete Binda Mendonça
agitta@agitta.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2020 - Grupo Agitta de Comunicação.