Lifestyle

Casal morre de Covid em um intervalo de uma hora

Foram diagnosticados no início de julho

Bruna Taiski
06/08/20 às 07h17

A transmissão do novo coronavírus é rápida e a evolução da Covid-19 é incerta. Na Flórida, um casal foi diagnosticado com a doença e o fim dela infelizmente foi a morte de ambos. Além da triste perda para a família, um outro fator marcou o falecimento dos dois: o tempo de uma morte para outro foi de apenas uma hora.

Wayne Rogers, agente penitenciário da Flórida, lidava com o vírus de perto, já que no local em que trabalhava várias pessoas haviam sido contaminadas. No sistema penitenciária do estado, foram registrados 8.551 internos infectados e 53 mortos, além de mais de 1.700 funcionários contaminados. As informações são de um relatório divulgado pelo Tampa Bay Times.

Após entrar em contato com o vírus, Rogers, 65 anos, teria passado à sua esposa, Lauri, 61 anos. Segundo informações da filha deles Tiffany Davis aos jornais locais, o casal foi diagnosticado no início de julho e depois foram encaminhados para a quarentena em casa. Porém, após uma visita à emergência no dia 12 de julho, o estado dos dois, que pertenciam ao grupo de risco, piorou e o estado permaneceu grave durante duas semanas.

O casal faleceu em um intervalo exato de uma hora durante uma quinta-feira no hospital em Dothan, Alabama, próximo à residência em que moravam. “Minha mãe tinha um coração de ouro e estava sempre rindo e sorrindo”, contou Davis. Sobre o pai, ela lembra do seu empenho no trabalho e de sua solidariedade. “Ele faria qualquer coisa até para os desconhecidos”, relembra. Em entrevista, Tiffany também explicou que os dois eram pessoas simples.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
ÚLTIMAS EM LIFESTYLE
RARA Gente - A mais tradicional revista de Três Lagoas
Editor responsável:
Ivete Binda Mendonça
agitta@agitta.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2020 - Grupo Agitta de Comunicação.