Dra. Andréia de Morais

Dra. Andréia de Morais esclarece 7 mitos e verdades sobre a depilação a laser. Confira!

A depilação a laser de fato é um dos procedimentos estéticos mais procurados entre as mulheres, isso porque as técnicas utilizadas promovem praticidade, economia de tempo e ainda solucionam questões alérgicas relacionadas a depilação com cera ou gilete, por exemplo.

Julia Rafaela  - Hojemais Três Lagoas 
25/03/21 às 21h00

A depilação a laser de fato é um dos procedimentos estéticos mais procurados entre as mulheres, isso porque as técnicas utilizadas promovem praticidade, economia de tempo e ainda solucionam questões alérgicas relacionadas a depilação com cera ou gilete, por exemplo. 

Apesar da alta visibilidade do procedimento no mercado da beleza, existem muitas informações errôneas que circulam pelas redes sociais, causando um certo receio em pessoas que vão em busca da ténica. Diante desse cenário, o Portal Hojemais conversou com a farmacêutica Andréia de Morais, proprietária da Clínica Oligoflora Três Lagoas, que falou sobre o procedimento e ainda esclareceu alguns mitos e verdades. Continue a leitura e confira!

Como funciona?

De acordo com a especialista, nesse tipo de procedimento a luz emitida pelo laser atua sobre a melanina do fio, provocando um aquecimento que destrói a raiz do pelo. 

“É importante frisarmos que a depilação a laser pode ser realizada em qualquer tipo de pele, desde que o objetivo do cliente seja a remoção permanente dos pelos da região selecionada” – afirmou. 

MITOS E VERDADES 

A depilação a laser é definitiva? – VERDADE, isso porque esse é o foco principal do procedimento, entretanto, existem casos em que os pelos voltam a nascer em decorrência de disfunções hormonais, no entanto, isso é raro. 

A depilação a laser dói mais que a depilação a cera? – MITO, existem algumas regiões do nosso corpo que são mais sensíveis, como a parte interna da virilha e nesses casos é comum o surgimento de alguns incômodos, mas nas pernas e axilas o procedimento é praticamente indolor. 

“Aqui na Oligoflora nossos equipamentos ainda possuem um sistema de resfriamento, que protege e acalma a pele após a obstrução dos fios, sendo assim, os incômodos tendem a ser mínimos e suportáveis” – acrescentou. 

A depilação não funciona em pelos loiros ou brancos? – VERDADE, de acordo com Andréia, conforme citado ainda no início do blog, a luz do laser atua sobre a melanina, ou seja, o pigmento presente nos pelos.

Portanto, quanto mais claro for o pelo menor a eficácia do laser, por isso pelos loiros são mais difíceis de serem removidos por meio da técnica. 

Não é indicado fazer a depilação a laser em pele bronzeada? – VERDADE, a pele muito bronzeada, reduz o contraste entre a pele e o pelo e isso pode abrir uma brecha para queimaduras em áreas em que o laser será aplicado. 

“Para que não haja essa exposição excessiva ao sol de forma desprotegida, é indicado a utilização de filtro solar com FPS acima de 30. Além disso, a depilação a laser não é indicada em pessoas com vitiligo” – ressaltou a farmacêutica.

A depilação a laser deixa a pele escura? – MITO, muito pelo contrário, o que pode causar o escurecimento da pele é a depilação realizada por meio de outras técnicas como a cera e a gilete, visto que esses métodos são mais agressivos. Com a depilação a laser você se livra desse risco. 

“Mas eu já tenho a pele escurecida porque sempre usei cera e gilete, nesse caso posso fazer a depilação a laser?” – Sim, sem problema algum, você pode fazer o procedimento e depois procurar uma dermatologista para fazer o clareamento da pele

Existe um intervalo mínimo necessário entre as sessões? – VERDADE, de acordo com Andréia, o intervalo recomendado entre as sessões é de no mínimo um mês, tempo esse que possibilita o crescimento do pelo para que o laser haja sobre ele, sendo necessário entre 4 e 8 sessões para acabar com os pelos. 

Quem faz depilação a laser, não deve depilar a mesma área com cera entre as sessões? – VERDADE, a depilação com cera ou pinça não é recomendada nesse período, visto que os métodos retiram o pelo pela raiz, impede que o laser atue no folículo piloso. Entretanto, recomenda-se a depilação com gilete, já que a técnica faz com que o pelo cresça mais grosso, facilitando o tratamento com laser.

Portanto, conforme visto neste blog, a depilação a laser de fato traz diversos benefícios e não causa nenhum malefício e sabe o que melhor? - A profissional Andréia de Morais é especialista no assunto e na Oligoflora Três Lagoas você encontra os equipamentos mais modernos do mercado para a realização do procedimento de forma segura, indolor e com eficácia comprovada! 

Quer saber mais sobre o trabalho da farmacêutica da Dra. Andréia de Morais ? – Então clique no botão abaixo e marque agora mesmo a sua primeira avaliação gratuita. 

Gostou do blog e quer ter acesso a outros conteúdos exclusivos sobre saúde, bem-estar e equilíbrio físico e mental? – Clique no botão abaixo e siga a página da Dra. Andréia por meio das redes sociais.

Aliando sua ampla experiência e qualificação junto a inovadora metodologia Oligoflora, a Dra Andreia é proprietária e embaixadora da marca em Três Lagoas. Formada em Farmácia Bioquímica e especialista em Gestão Industrial Farmacêutica e em Saúde Estética, é referência em atendimento na cidade. A fim de oferecer os melhores resultados a seus pacientes, a Dra Andreia disponibiliza na Oligoflora o que há de mais eficiente em tratamento e tecnologia de ponta, oferecendo propostas inovadoras, combinando equilíbrio do metabolismo com procedimentos estéticos.

Através do exclusivo conceito In&Out de estética funcional da Oligoflora, a Dra. Andreia trabalha a beleza de dentro para fora, ao unir os cuidados da saúde com a beleza. Para isso, é feito o diagnóstico inicial do organismo e metabolismo de cada paciente, respeitando sua individualidade e oferecendo tratamentos personalizados e produtos exclusivos, com ativos naturais selecionados.
 

 MAIS DE DRA. ANDRÉIA DE MORAIS
VEJA TODAS DE DRA. ANDRÉIA DE MORAIS
RARA Gente - A mais tradicional revista de Três Lagoas
Editor responsável:
Ivete Binda Mendonça
agitta@agitta.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.