RARA Gente - Lifestyle

Entenda a ‘resiliência’ e aprenda a transformar momentos difíceis em oportunidades

Você sabe o que é resiliência? A Gente lhe ensina a colocar esta habilidade, de superação, em prática


Bruna Taiski em 05 de novembro de 2018 - 09h17
(Foto: Reprodução/ Internet)

O quanto você é capaz de resistir à pressão; de enfrentar desafios; de superar obstáculos e, ainda, aprender e se fortalecer com tudo isso? Qual é a sua capacidade de adaptação frente às mudanças?


Todos nós passamos por momentos desafiadores ao longo da vida. Seja em casa ou no trabalho, há situações em que devemos dominar nossos próprios conflitos e seguir em frente. A capacidade de passar por tudo isso sem sucumbir ao medo, à dor, é o que chamamos de resiliência.


Esta habilidade transforma os momentos difíceis em oportunidades para aprender, para crescer e mudar. Caso não tenha ouvido falar em ‘resiliência’ a Gente revela o segredo para desenvolver essas emoções à prova de balas.


“É necessário que um ciclo termine para que outro se inicie; tudo necessita de tempo e calma”.
—  Janaína Catolino, psicóloga

O que é resiliência?


A palavra resiliência é um conceito, inicialmente originado na Física, referindo-se ao nível de resistência e capacidade que um material apresenta ao suportar grandes pressões – podendo, muitas vezes, apresentar alguma modificação; mas, sempre mantendo sua capacidade de se recuperar, sem que ocorram rupturas.


A Psicóloga Janaína Catolino - do Instituto Corpo e Alma - explica que a psicologia resolveu adotar e adaptar esse conceito, para definir indivíduos que possuem grande capacidade de enfrentamento e recuperação emocional diante de situações estressoras, traumáticas ou, até mesmo, às pequenas frustrações diárias.


“É importante ressaltar que, ser resiliente não significa ser imune à dor e à perturbação que as situações negativas causam; mas, conseguir ser flexível e se adaptar adequadamente a essa atual realidade. Aliás, não há nada de errado em sentir raiva, tristeza, decepção; só não devemos deixar que as emoções nos dominem e nos impeçam de seguir nossa vida tranquilamente” - diz.


Como desenvolvê-la?


É fato que existem pessoas mais resilientes que outras; porém, isso não é uma qualidade inata do ser humano. Primeiramente, resiliência não é algo que vem com a genética; a boa notícia é que ela pode ser aprendida. Então, se você é o tipo de pessoa que sofre muito com os tropeços que a vida oferece de “bandeja”, aguente firme e aprenda a desenvolver a resiliência dentro de você.


Independente da maneira como a pessoa foi criada - por não ser um traço de personalidade - a capacidade de enfrentamento pode ser trabalhada e desenvolvida mesmo depois de adulto, em que temos duas maneiras de olhar e compreender as situações:


“A primeira é ter uma visão negativa sobre tudo; não assumindo nossa responsabilidade sobre os fatos; colocando-nos em posição de vítima e não fazendo nada para que ocorram mudanças. A segunda opção faz com que o indivíduo assuma sua postura; enxergue cada adversidade como uma possibilidade de crescimento; seja ativo diante os fatos e se veja como parte do que acontece ao seu redor, fazendo com que compreenda que, parte da mudança depende de si mesmo, assumindo assim as rédeas da sua própria vida” – pontifica Janaína.


“Não há nada de errado em sentir raiva, tristeza; só não devemos deixar que as emoções nos dominem”.
—  Janaína Catolino, psicóloga

Resiliência X Resistência


Os ensinamentos retirados deste sofrimento são o que conta. Apenas o amor e a superação de si mesmo podem lhe fazer chegar onde quer, com simplicidade e grandiosidade ao mesmo tempo. Não é sobre fama e riqueza; mas, sim, sobre viver a vida sem uma frustração constante.


É por isso que resistência não é o mesmo que resiliência; a resistência se refere a uma resistência estática - um tanto quanto passiva; já a resiliência é a força que transcende todo o sofrimento. É uma desvantagem inicial que algumas pessoas transformaram em habilidade social; em um propósito de vida e em uma inteligência emocional muito mais desenvolvida.


Supere-se


Mudança geralmente não é algo doce e brilhante; por vezes, é um empurrão muito doloroso. Desenraizar as inverdades que você carregou consigo durante muito tempo e criar espaço para se tornar alguém mais evoluído não é um processo fácil. Mas, não existe nada mais recompensador do que olhar para trás e sentir orgulho da pessoa que você é hoje.


Ironicamente, são nas dificuldades que mais reclamamos que estão as grandes oportunidades de mudança e crescimento – mas, que não conseguimos enxergar porque estamos acostumados a ver apenas o lado negativo de tudo.


“Muita coisa não depende de nós; depende apenas de esperarmos o caos se acalmar e isso não se trata de passividade - mas, de saber que, o que podíamos fazer, foi feito. Com nossos dias corridos não temos tempo de observar e extrair a grande lição que a natureza nos apresenta diariamente: a vida é feita de ciclos; é necessário que um ciclo termine para que outro se inicie e, por mais que sejam diferentes um do outro, todos têm a sua beleza - tudo necessita de tempo e calma” – conclui.


Gosta do conteúdo da Revista Rara Gente? Então acompanhe a revista e todas as novidades pelo Facebook Instagram da Gente! #InspiradaEmVocê


LEIA TAMBÉM
BANCA DIGITAL

RARA 91  -  Dezembro de 2019
RARA 90  -  Outubro de 2019
RARA 89  -  Agosto de 2019

Todos os direitos reservados. Grupo AGITTA de Comunicações.