SVM

Qual a hora certa para trocar os equipamentos de segurança? - Quem esclarece o assunto é equipe da SVM

As atualizações e trocas são fundamentais, uma vez que os equipamentos de segurança assim como qualquer outro possuem um ciclo de validade. Entenda!

Julia Rafaela  - Hojemais Três Lagoas 
26/11/20 às 09h21

Em blogs anteriores a equipe da SVM citou o aumento constante das taxas de criminalidade no Brasil, que vem crescendo desde 2011, segundo as informações divulgadas 12° Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Diante desse cenário, a manutenção e a troca de equipamentos voltados para a segurança eletrônica se tornaram ainda mais imprescindíveis, sendo essa uma das formas para obter mais tranquilidade seja na sua empresa, residência ou até mesmo condomínio. 

Essas atualizações e trocas são fundamentais, uma vez que os equipamentos assim como qualquer outro possuem um ciclo de validade. As manutenções periódicas por exemplo são ações que prolongam esse período de eficácia, mas é preciso ficar atento aos alertas para evitar dores de cabeça.

Se você quer proteger melhor o seu local de trabalho ou residência, preste atenção nestes 6 sinais que a equipe da SVM vai citar para saber a hora certa de fazer a troca dos equipamentos de segurança. Confira! 

1. Imagens ruins e escuras

As câmeras de segurança permitem que você visualize o ambiente mesmo quando não presente, ou seja, essa ferramenta são extensões dos olhos.

A visão humana em alguns momentos quando não conseguem distinguir um objeto com imagens ruins e escura, as câmeras de segurança também demandam atenção pontual. Portanto, não há meio-termo: se o equipamento apresenta essas falhas, já passou da hora de receber uma melhoria.

A primeira medida é contatar um especialista para analisar as câmeras e ter uma palavra profissional sobre o problema e atenção, aqui o ideal é que esse profissional seja da empresa responsável pela instalação, pois só eles sim tem conhecimento sobre as ferramentas. 

2. Sensores que falham

Quando o sistema de segurança apresenta falhas, a vulnerabilidade no ambiente é instantânea, uma vez que o planejamento de segurança é feito considerando a ação dos sensores. Logo, o mau funcionamento deles representa um enorme contratempo para as empresas.

Portanto, ao menor sinal de mal funcionamento não arrisque e quando elas se tornam constantes você só tem a perder. Analise os pontos mais vulneráveis do seu estabelecimento e troque imediatamente os sensores de segurança.

3. Interfones com interferência

Se o interfone não funciona corretamente, não é só a segurança que fica comprometida, mas a comunicação também. 

Exemplo: se você estiver esperando uma encomenda urgente ou uma entrega de comida para o almoço, tudo pode ficar mais complicado se a comunicação dos interfones apresentar interferências. No caso da encomenda, um atraso maior pode representar grande prejuízo financeiro.

Agora quando o assunto é segurança, o cenário é ainda mais preocupante, no caso de condomínios por exemplo o porteiro ou outro profissional responsável utiliza o interfone para se comunicar, sendo essa uma atividade fundamental para manter a segurança do local. 

Ou seja, garantir interfones com ótimas condições de uso é assegurar a normalidade no dia a dia da sua empresa, condomínio ou residência.

4. Falta de armazenamento

Imagine que você distribuiu câmeras em diversos pontos do seu estabelecimento, e quando precisou recorrer às imagens descobriu que o equipamento não tem mais espaço de armazenagem e não gravou o incidente.

Esse tipo de situação é bastante comum e mais uma vez: as câmeras de segurança são eficientes porque gravam situações que acontecem dentro e ao redor do local em questão. Se você não tem acesso a essas imagens o equipamento se torna inútil. 

Ou seja, para não ter dor de cabeça justamente quando precisa de uma solução, o ideal é realizar a troca dos equipamentos que já não têm espaço para armazenar arquivos.

5. Alarmes falsos dos sensores

Quem possui um sistema de alarme,sabe o quão incômodo é quando esses equipamentos começam a disparar sozinhos sem nenhum tipo de situação de alerta, uma vez que quando o sistema é monitorado por uma empresa, ele aciona uma equipe no momento do disparo, que se desloca até o local e quando o mesmo está descontrolado isso gera transtornos. 

E uma coisa é fato: na hora do perigo não pode existir dúvidas, ou seja, quando os falsos alarmes se tornam frequentes é hora de avaliar a troca do equipamento. 

6. Equipamentos antigos e sem tecnologia
 

Todos os outros defeitos citados são pontuais e varia de equipamento para equipamento, no entanto existe um inimigo muito comum, capaz de afetar até mesmo nós seres humanos: o tempo.

Com equipamentos antigos isso não é diferente, pois em algum momento eles irão apresentar falhas, ou seja, com o decorrer do tempo a eficiência não será mais a mesma, sendo assim ferramentas obsoletas devem ser trocadas.

Não obstante, a atual realidade tecnológica também deve ser considerada. Estamos na era digital, portanto, é impossível que qualquer planejamento ou estratégia seja bem-sucedida sem uma boa integração com a tecnologia.

Vale ressaltar que as vantagens de uma atualização são inúmeras:

  • redução de custos;
  • mais interatividade;
  • maior abrangência, com os equipamentos sendo utilizados para melhorar outras tarefas do dia a dia.


Portanto, por mais que as manutenções estejam em dia, o que é muito importante, é necessário entender que a troca é só uma questão de tempo. E como se trata de um ponto primordial, o indicado é sempre implementar as atualizações e garantir que o local e as pessoas estejam seguras o todo momento. 

Ou seja, analise as informações apresentadas pela equipe da SVM e certifique-se de contar com as melhores ferramentas do mercado.

Tem dúvidas ou deseja agendar uma avaliação? - Então clique no botão abaixo e fale com um um dos atendentes da SVM. 

Quer saber mais sobre o trabalho da SVM e tudo que relacionado a segurança? Então clique nos botões abaixo e siga a empresa nas redes sociais. 

A SVM leva consigo reconhecimento e credibilidade, devido comprometimento e o fato de trabalhar com os melhores equipamentos voltados para área de segurança disponíveis no mercado. A tecnologia utilizada pela empresa detecta invasões rapidamente, dessa forma o comando é enviado para central de atendimento, que automaticamente liga as câmeras de segurança, quando presentes, e envia uma ordem para o carro dos agentes. Essa ordem é capaz de visualizar na tela de monitoramento onde o agente mais próximo está, recebendo a informação e o mapa para chegar até o ponto em alerta, e tudo isso em questão de minutos. 

 MAIS DE SVM
VEJA TODAS DE SVM
RARA Gente - A mais tradicional revista de Três Lagoas
Editor responsável:
Ivete Binda Mendonça
agitta@agitta.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.